Há três coisas que devem ser evitadas na vida: inimigos, ódio e bondade.

Procuro evitar os três, mas ainda não existe a fórmula da perfeição. 

Por isso vagueio por aí, entre o bem e o mal.

 

início | petit papillon | reflexões | poemas | stórias | curiosidades

31 de Agosto de 2008

 Imagem aqui

Voa para além das minhas esperanças cuidadas

Um pássaro estranho que me embala algures.

Para além das atribulações agrestes da cidade luminosa

Onde a lida se achaparra dos mais elementares lazeres

E a rotina instala-se para valer.

 

Voa meu pássaro voa...

Leva-me para ver aquelas jóias lindas e tão queridas

Que das terras arsinárias vieram

Assim de madrugada conhecer estas paragens agrestes

Enriquecer o campo da visão sem limites

Estontearem-se nas águas do Tejo

E na lírica embabadora de Camões alimentarem-se,

Conjugar o saber e a vontade de vencer

Vencer o dia, a hora, o tempo e o espaço restrito

O espaço tridimencional das ilhas

Alargando os ânimos e a aurora juvenil

Enquanto é tempo

 

Voa, minha alma. Voa

Ao encontro daquelas mocinhas, sobrinhas delicadas

E dedicadas

Belas flores que me encantam...

Belíssimas...

Voa & Vai...

 

Oferta do querido Tio Zaze

uma amizade inalterável

vôo de Hildmel às 22:20

Hora de nha terra
Petit Papillon
pesquisar
 
vôos recentes
vôs antigos
blogs SAPO