Há três coisas que devem ser evitadas na vida: inimigos, ódio e bondade.

Procuro evitar os três, mas ainda não existe a fórmula da perfeição. 

Por isso vagueio por aí, entre o bem e o mal.

 

início | petit papillon | reflexões | poemas | stórias | curiosidades

13 de Novembro de 2008

Acordei e estava a subir, subir, subir... Via o chão a afastar-se dos meus olhos e a minha cabeça a aproximar-se do céu. De repente sinto o calor a invadir, olho para cima e há lume, olho para os lados e não estou sozinha. Este é um sonho partilhado, há sorrisos, os olhos brilham, há espanto, sensações estranhas na barriga e o mais importante... o silêncio!

 

O silência reina por instantes, não por falta do que dizer mas por haver muito para ver, muito por onde olhar, apreciar... O céu está povoado de cores, de balões! Eu estou num balão! Esforço-me para manter o sono e não acordar... quero que este sonhe não acabe.

 

 

Há uma voz e outra, há subidas e descidas, há vacas e ovelhas, há alegria! Descobro que não é só um sonho partilhado, estou acordada!

Acordada sim, mas vivendo um sonho, muito bem partilhado, companhias maravilhosas.

 

E lá tinhamos que ir visitar o "Giraldo" a Évora! Muito bom passeio

 

Todo este palavreado para poder partilhar com aqueles que não viram as fotos desses momentos magníficos, porque já houve reclamações!

 

 

Mais fotos... AQUI ....AQUI e AQUI

 

 

 

vôo de Hildmel às 22:22

Djeise:
belas fotos
next time levam ma bo pq é nha sonho tambe
ok
bijin linda
17 de Novembro de 2008 às 11:52

Sisi:
Deve ter sido uma experiência incrível...Parabéns pelo blog está uma delícia!!!


Sisi
18 de Novembro de 2008 às 11:36

boa...conquistei-te... vou trabalhar mais para ter aqui uma sempre quentinha para ti. beijo
18 de Novembro de 2008 às 14:47

DSC:
E se eternamente não acorda-se … e se eternamente pudesse sonhar … e se eternamente acordasse de um sonho e sentisse o meu corpo a subir, subir, subir … o que diria o nosso poeta escravizado no tempo? Porque o sonho comanda a vida (nem sempre) vale a pena ter sonhos assim

Acho que troquei às voltas a mim mesmo
19 de Novembro de 2008 às 16:51

Na eternidade não sei o que diria o poeta, mas os sonhos são bons porque vão e vem, diferenciam-se, multiplicam-se, transformam-se, morrem e voltam a nascer. Se comandam a vida não sei... mas gosto de correr atrás dos meus. Obrigada por ter participado neste meu "sonho".
21 de Novembro de 2008 às 11:25

DSC:
Pois o poeta também tem lá as suas dúvidas. Quem sabe da próxima vez podes perguntar directamente ao poeta, sempre pode ser um ponto para futuras discussões

21 de Novembro de 2008 às 19:58

Hora de nha terra
Petit Papillon

ver perfil

seguir perfil

8 seguidores
pesquisar
 
vôs antigos
blogs SAPO